Curso para Concurso de Juiz do Trabalho e de Procurador do Trabalho.
Logo GEMT

MPT exige da Souza Cruz fim de jornada excessiva

11 de abril de 2014

Foram encontrados trabalhadores com horas extras superiores ao permitido por lei

Brasília - O Ministério Público do Trabalho (MPT) formou um grupo de atuação com procuradores do Trabalho de várias regiões para solucionar irregularidades trabalhistas na Souza Cruz, encontradas em procedimentos investigatórios contra a empresa. Entre as irregularidades, estão jornadas extenuantes, acima das duas horas extras permitidas por dia e registro do ponto por exceção (quando o empregador só registra horas extras, omitindo entrada e saída do empregado).

“Com o grupo, o MPT busca nacionalmente encerrar as fraudes trabalhistas verificadas nas investigações nos estados praticadas pela Souza Cruz, caracterizadas pela falta do registro de ponto e controle da jornada dos trabalhadores externos bem como pela adoção de registro de ponto por exceção”, explicou o coordenador nacional de Combate às Fraudes nas Relações de Trabalho (Conafret), José de Lima Ramos Pereira, responsável pelo grupo.

Diante das irregularidades encontradas, o MPT teve a primeira reunião com representantes da empresa nesta quinta-feira (10) na Procuradoria-Geral do Trabalho em Brasília. A empresa se posicionou que apresentará uma proposta para resolver os problemas. Nova reunião está marcada para o dia 20 de maio.

Participaram da reunião os procuradores do Trabalho José Fernandes (RJ), Rogério Sintônio Wanderley (PE), Jeane Carvalho de Araújo Colares (DF) e Cinthia Passari Von Ammon (Campinas-SP). Integram ainda o grupo procuradores de São Paulo, Santa Catarina e Minas Gerais.

Fonte: www.pgt.mpt.gov.br

Logo GEMT
Assine Nossa Newslleters
Subscription Form
Certificados de Segurança
Copyright © 2006 – 2024 - GEMT - ATOMTI.COM.BR
chevron-down